Pros Que Estão Em Casa – Hojerizah

Esta música marcou uma geração. Junte a isso a voz fantástica do Toni Platão (na minha opinião, uma das melhores vozes do cenário musical brasileiro de todos os tempos) e você tem motivos para se arrepiar. Esta versão é mais atual, uma regravação para o CD com o mesmo nome da música: Pros Que estão Em Casa (o grande sucesso do Hojerizah):

Até bem cedo
Esperei pelo telefonema
Tapando com peneira
O sol que vai nascendo.

Não vou tomar café
Nem escovar os dentes
Vou de aguardente
Como o sol que queima a praça

Bom dia, boa tarde
Good night, quero dar um tapa
De topete e cara
Vi nova york internada

E meu amor nao deu em nada
Nem sobrancelhas eriçadas
E a essa altura do fato 
Nem fumaça tem cano de descarga.

Quem quiser ver o Toni Platão com sua antiga banda, Hojerizah, na década de 80, segue:

Programa compositor usa inteligência artificial para criar músicas inéditas

Será que vamos parar de ouvir as famosas “músicas de sala de espera de dentista” ou “música de elevador”?? Confesso que essa notícia me intriga… Como músico acho estranho. Quero ouvir algumas das músicas criadas para tentar entender melhor como o sistema “compõe”. Tenho a impressão de que deve ser algo meio óbvio e sem vida. Mas como eles falam em “garantir o grau adequado de emotividade”, vamos ver… Se bem que dependendo do “consultório”, já ouvi muita coisa boa: Maestro Moacir Santos, Sérgio Mendes (quem nunca ouviu uma das zilhões de versões de “Mais Que Nada”?), Tom Jobim, Baden Powell…. Nem dava vontade de ir pra consulta!

Como pesquisador em tecnologia, acho super interessante, de novo, quero ver isso mais de perto. Só falta alguém um dia baixar esse programa para o seu computador e inventar de se lançar como compositor! hehehe

Redação do Site Inovação Tecnológica – 05/06/2009

Pesquisadores espanhóis criaram um programa de computador que, segundo eles, permite que qualquer pessoa, sem nenhum conhecimento de música, torne-se um compositor. E, de quebra, eles vislumbram um mundo onde os direitos autorais musicais sejam uma coisa do passado.

Música para caminhões de gás

Utilizando os princípios da inteligência artificial, Miguel Delgado, Waldo Fajardo e Miguel Molina criaram o Inmamusys, um acrônimo para Intelligent Multiagent Music System – sistema de música de multiagentes inteligentes – que é capaz de criar música em tempo real.

Embora não tencionem substituir os compositores tradicionais, os pesquisadores acreditam que o seu programa é a solução definitiva para os caminhões de gás e para os ambientes públicos e para as esperas telefônicas, que tocam repetitivamente as mesmas musiquinhas cansativas e ruins.

Criatividade de máquina

Segundo o estudo, publicado na revista Expert Systems with Applications, o programa é um “sistema inteligente capaz de gerar música automaticamente, garantindo o grau adequado de emotividade (para lidar com o ambiente criado) e originalidade (garantindo que a composição não se repita, seja original e sem fim).”

Os pesquisadores incorporaram no sistema de inteligência artificial os conceitos que eles acreditam suficientes para lidar com as emoções e os sentimentos de quem ouve a música. O resultado é um programa capaz de criar música autonomamente, numa espécie de “criatividade de máquina”.

“Isto é algo que feito normalmente pelos seres humanos, embora eles não entendem como fazem isto. Na realidade, há numerosos processos envolvidos na criação da música e, infelizmente, nós continuamos sem entender muitos deles. Outros são tão complexos que nós não conseguimos analisá-los,” diz Molina.

Se o programa tiver sucesso, e passar pela avaliação de quem ouve, será finalmente possível manter músicas inéditas nos ambientes públicos e nas esperas telefônicas. E sem a necessidade de pagar direitos autorais. Mas será que alguém saberá que o caminhão de gás está chegando se a musiquinha mudar a todo momento?

Bibliografia:
INMAMUSYS: Intelligent multiagent music system
Miguel Delgado, Waldo Fajardo, Miguel Molina
Expert Systems with Applications
Vol.: 36(3), pp. 4574-4580
DOI: 10.1016/j.eswa.2008.05.028